Reuniões

Olá!

O post de hoje também foi um pedido especial!

Uma dúvida que sempre temos quando começamos a trabalhar é como se portar em uma reunião de trabalho.

Na época de estágio nem tanto, porque ainda não temos reuniões com clientes e etc, mas pode ser que no seu estágio tenha uma reunião de apresentação, reunião de equipe, etc, então as dicas também são úteis! 🙂

Uma reunião normalmente começa com as apresentações, caso você não conheça as pessoas.

O ideal é dizer seu nome e estender a mão para um aperto de mão forte, que demonstra que você é uma pessoa segura de si, para cada um dos participantes da reunião.

No momento das apresentações é comum que sejam trocados os cartões de visita (então se você recebeu uma caixinha com seus cartões quando foi efetivado ou quando entrou na empresa, esse é o momento de utilizá-los! :P).

200131286-001

Na primeira reunião espera-se que você observe mais do que fale, e provavelmente será uma pessoa mais velha que conduzirá a reunião.

Faça comentários quando forem pertinentes e necessários. Caso contrário, observe o que está sendo discutido e anote todos os detalhes, pois provavelmente eles serão utilizados em algum trabalho posteriormente.

Caso seja uma reunião interna de apresentação, fale sobre você de forma direta e resumida. Esse não é o momento de ficar contando vantagem ou enaltecendo suas qualidades como se você fosse o melhor da sala (existe algum momento para isso?). Seja objetivo e responda o que for perguntado.

Apesar disso, participe da reunião! Não é interessante adotar um papel passivo em reuniões, pois vai parecer que sua presença ali é completamente dispensável. Assim, comente, dê sugestões ou sua opinião sobre os assuntos tratados.

Quando a reunião é com algum cliente, simpatia é a palavra chave. Seja simpático, tire as dúvidas e, dependendo da complexidade do assunto, comprometa-se a pesquisar uma solução e retornar a todos com ela.

Não se esqueça de cumprir com o prometido, caso contrário todos os participantes da reunião terão a impressão de que você não tem comprometimento.

Se você estiver sozinho na reunião, conduza-a de forma objetiva, tendo sempre em mente a razão de ter marcado a reunião, assim ela não se torna um compromisso demorado e improdutivo.

O ideal é que todos os participantes saibam exatamente o tema da reunião, para que possam se preparar e levar os tópicos exatos passíveis de serem abordados. Isso agiliza a reunião e economiza um bom tempo de todos.

Fique à vontade para aceitar café e água, se oferecido, e cuidado com o barulho com os talheres, uma vez que a reunião não irá parar e se converter em um happy hour enquanto colocamos o açúcar ou o adoçante e mexemos o café…

Ao fim, levante-se, coloque a sua cadeira na mesma posição em que a encontrou, e estenda novamente a mão para despedir-se de todos os participantes.

Fique tranquilo quanto às convenções sociais. Ou seja, por mais que você esteja na cabeça com a orientação de apertar a mão de todos, caso todos se cumprimentem com dois beijinhos na bochecha, pode ficar à vontade e repetir o que estão fazendo.

É isso, pessoal!

Espero que tenham gostado e caso fique alguma dúvida ou esteja faltando alguma coisa, deixem nos comentários que eu atualizo.

Beijos!!

Anúncios

Como fazer mala de viagem

Olá pessoal!

Hoje o post foi pedido por uma leitora: como fazer uma mala de viagem a trabalho?

Lógico que essa resposta depende de, basicamente, duas outras perguntas:

1) Para onde eu vou?

2) Por quanto tempo eu vou ficar?

A primeira pergunta é essencial para descobrirmos o clima do local, e verificarmos se é necessário levar mais ou menos casacos, o tipo de sapato, etc.

A segunda é determinante para a quantidade de roupa que você deve levar.

Se for um bate e volta no mesmo dia, acho importante você levar apenas uma bolsa com uma muda de roupa e alguns itens essenciais, basicamente produtos de higiene pessoal, para a hipótese de você perder o vôo e ser obrigado a voltar no dia seguinte, como um desodorante, perfume, escova de dentes, etc.

Novamente aqui eu sugiro que as mulheres levem um vestido, pois é uma peça única, demanda menos trabalho, e está igualmente arrumado, podendo utilizar o casaco ou blazer do dia mesmo.

Para os homens, basta levar uma camisa e uma gravata novas, tendo em vista tratar-se apenas de uma muda de emergência.

Caso você vá passar mais de um dia, aí a mala deve ser pensada com mais cuidado.

Tudo começa com a escolha da mala. Eu sugiro que vocês procurem uma daquelas malas pequenas, que cabem no bagageiro de mão, e são ultra leves, tipo essa:

mala pequena 2

Assim você não perde tempo na saída do avião esperando sua mala (nunca se sabe com os atrasos a que horas vamos chegar e pode estar em cima da hora do compromisso) e consegue levar todo o necessário.

Bom, para mim, fazer a mala é quase uma receita de bolo.

Na hipótese de passar mais de um dia eu já não recomendo levar vestido, pois não tem como fazer várias combinações mudando poucas peças.

Eu tento ser muuuuito contida e levar apenas o essencial:

– 2 (duas) camisas para cada dia que eu vá ficar fora, sendo uma delas mais versátil para usar a noite, caso eu saia para comer alguma coisa ou mesmo conhecer a cidade (dependendo de onde a gente vá, vale muito a pena aproveitar a oportunidade para conhecer os lugares);

– 1 (uma) calça para cada 2 (dois) dias;

– 1 (um) blazer para cada calça;

– 1 (um) sapato para cada calça, a não ser que as duas combinem com o mesmo, assim eu posso levar um sapato só para cada 3 (três) ou 4( quatro) dias, mais ou menos;

– 1 (uma) calça jeans para cada 4 (quatro) dias, mais ou menos (porque nem todos os dias eu vou usar a calça); e

– 1 (um) sapato informal, podendo ser sapatilha, por exemplo, que é arrumadinha e casual ao mesmo tempo. Dependendo do tempo e das roupas eu levo 2 (duas).

O ideal é que todas essas peças combinem entre si, ou que você experimente as combinações em casa antes de colocar na mala, para não correr o risco de levar e na hora o conjunto não ficar legal…

Priorize os sapatos confortáveis, uma vez que nunca se sabe por onde, nem por quanto tempo teremos que andar, né?

Basicamente é isso, sem contar roupas íntimas (cada um sabe a sua necessidade :P) e artigos de higiene e cuidado pessoal.

Para os homens acredito na mesma lógica, sendo que ao invés de uma calça e um blazer para cada 2 dias eu colocaria um terno para cada dois dias, no limite de 3 ternos, e revezaria as camisas e gravatas.

Claro que não preciso nem dizer que vale muito a pena tentar escolher camisas que não amassem, assim você não depende de ter ferro de passar no hotel ou de lavanderia, e também não fica desarrumado com a roupa toda amassada.

Eu sempre procuro viajar com a peça de roupa mais volumosa da mala, para desocupar um pouco, e isso vale para o sapato também.

Depois eu posso fazer um post específico sobre a necessaire de viagem e as maquiagens importantes! O que acham?

Bom, basicamente é isso, se faltar alguma coisa, ou se alguém me lembrar de alguma coisa que eu não tenha mencionado, eu volto aqui e atualizo.

Espero que seja útil!! 🙂

Beijos!

Falar alto e falar demais

Olá pessoal!

Hoje a dica é de novo sobre comportamento!

Todo mundo sabe que existem pessoas que têm necessidade de falar.

Quem não conhece ninguém que seja conhecido por falar muito?

Acontece que no ambiente de trabalho deve prevalecer a convivência harmônica entre todos…

A pessoa que tem necessidade de falar deve controlar essa necessidade, de maneira que não atrapalhe os colegas.

É importante fazermos um exercício de reflexão para reconhecer se a pessoa que fala demais no escritório não somos nós!

Caso seja, uma vez percebido o problema, ele deve ser controlado.

Como fazer? Guarde os assuntos que você precisa falar com alguém, perguntar, pedir a opinião do colega para os momentos apropriados de descontração.

Faça uma lista! Tenha à mão um rascunho e sempre que pensar em algum assunto, comentário, etc, anote, especificando a pessoa com quem você quer conversar. Assim, quando for o momento do cafezinho, aquela pausa que normalmente ocorre no meio do dia para desestressar, você fala com a pessoa.

Esse método inclusive é bom pois você não fica nervoso pensando que se não falar naquela hora irá esquecer!

Com o tempo essa necessidade de conversar a todo o tempo será minimizada, você vai ver!

E se o falador do escritório for o amigo do lado, como fazer?

Gente, eu sou péssima para isso! Odeio ter que chamar a atenção das pessoas, então eu sou muito adepta das respostas sutis.

Por exemplo, a pessoa já está no quarto comentário sobre o novo papa ou sobre o maracanã não ficar pronto, e você está com o prazo apertado para terminar um trabalho? Diga exatamente isso! “Amigo, estou com um prazo apertado, se incomoda se a gente terminar essa conversa em outro horário?”

E faça questão de procurar o seu amigo para efetivamente terminar a conversa no momento apropriado, caso contrário ele poderá sentir que você simplesmente usou uma desculpa para não falar com ele, o que não é verdade!

Assim, aos poucos ele também irá entender os horários em que pode e não pode conversar!

Falar demais pode fazer com que você ganhe o título de inconveniente do escritório, e isso não é bom para a carreira de ninguém…

Outro problema muito comum é a pessoa que fala muito alto, talvez por ter um timbre mais forte mesmo ou simplesmente por costume.

Esse hábito tem o mesmo resultado do hábito de falar demais, ou seja, você pode ser considerado inconveniente!

Fora que falar alto incomoda demais os colegas, enfim, é um hábito MUITO deselegante e incômodo.

Então, novamente, acho importante que a gente se conscientize, caso esteja fazendo isso, e trabalhe para mudar, controle o tom de voz, que a sua imagem é favorecida!

Acho que sobre falar alto realmente não tem nem muito o que dizer, apenas que é uma atitude péssima, então, cuidado!

Nossa atitude está sempre sendo observada e avaliada pelos empregadores, não podemos relaxar!

Beijos!

Cabelos

Olá pessoal!

O tema de hoje é: cabelo!!

Em ambientes formais, como eu não canso de repetir, devemos estar sempre com a aparência impecável, pois isso representa cuidado e que você se preocupa com o seu trabalho e com a sua posição.

E falando de aparência, todos concordamos que o cabelo tem papel fundamental, certo? Afinal de contas ele é a moldura do rosto!!

Bom, para os homens, não tem muito segredo… o cabelo deve estar limpo, cortado e com aparência asseada.

O cabelo comprido em homens não passa seriedade, então o candidato a uma vaga, por exemplo, que tem cabelo comprido, pode e provavelmente será preterido caso esteja competindo com outro com cabelo curto.

Outra coisa que eu não vejo em escritórios é homem com gel. Aquele com aspecto molhado, na minha opinião, não combina!!!

Existem alguns produtos no mercado que deixam o cabelo no lugar com aparência natural, sem necessariamente ser gel, como pomadas, ceras, mousses, etc, que condicionam o cabelo sem deixá-lo duro e molhado!! Vale a pena pesquisar!

Se você não sente necessidade de usar produtos, basta mantê-lo asseado e cortado. 🙂

Para o cabelo das meninas as regras são parecidas.

Também é importante manter o cabelo limpo, lógico, principalmente porque as meninas mexem muito no cabelo, e ele pega mais cheiro do que o cabelo dos homens, que é curto.

Mas a dica principal desse post é: não vá trabalhar de cabelo molhado!

Não fica legal, parece que você acordou atrasada e precisou sair correndo (o que normalmente é) e isso pode demonstrar pouco compromisso, falta de responsabilidade, de organização, de cuidado, enfim, muitos aspectos ruins!

Fora que secar o cabelo naturalmente, na rua, é sempre ruim, pois ele seca rebelde, com frizz, pega mais sujeira do ar… pelo menos o meu é assim.

Enquanto se eu secar em casa ele fica lindo e no lugar. 🙂

Eu já testei secar o cabelo em dois momentos: no dia anterior à noite (lavar quando chegar em casa) e pela manhã (lavar de manhã, antes de ir trabalhar).

Eu achei melhor lavar à noite, pois dá para fazer isso com calma, eu não preciso usar o secador no máximo de calor para ir mais rápido, o que faz com que o cabelo fique menos danificado.

Outra coisa, em ambientes formais o cabelo pode ficar solto?

Eu sei que a paixão da brasileira é deixar as madeixas livres, leves e soltas, mas saiba que em ambientes formais é melhor manter o cabelo preso, pois passa um aspecto de mais seriedade e formalidade.

Principalmente em reuniões, é de bom tom que você vá de cabelo preso, pois as mulheres tem mania de ficar mexendo no cabelo, e isso pode distrair os participantes da reunião, além de, dependendo da forma como você mexa no cabelo, ser visto como um ato sexy, e postura sexy em ambiente formal, não combina, vocês já sabem!

Beijos e um ótimo final de semana!!

Corretivo

Olá pessoal!

Desculpem a demora, mas essa semana está sendo muito corrida! Já estava sentindo falta de aparecer por aqui!

Hoje eu vim dar uma dica super rápida, mas que salvou a minha vida!

Lembram que no post sobre maquiagem eu disse que percorri verdadeira saga atrás do corretivo ideal?

Então, é sobre ele que eu vim falar, porque estou usando há muito tempo e ele merece um destaque!

Ainda não considero ele 100% , mas acho que o problema é mais comigo do que com ele…

O corretivo ao qual eu me adaptei melhor é o Pro Longwear Concealer, da MAC:

corretivo-mac-pro-longwear-nw20_MLB-O-3314508847_102012

Eu fiquei muito em dúvida e acabei levando a cor NW20, que ficou ótima! Em qualquer loja da MAC os vendedores sabem te orientar quanto às cores e você pode testar para ver qual fica melhor.

Eu estou feliz com o Pro Longwear porque ele cumpre bem o que se propõe, que é ser um corretivo de alta duração!

Eu passo o corretivo de manhã, antes de sair de casa, umas 8h30, e quando retorno à noite ele ainda está muito bom!

A cobertura dele é média e ele acumula um pouquinho nas linhas, mas é só você esperar secar esticando as dobrinhas (hahahahaha eu uso essa técnica) que fica tudo bem, e ele seca rápido. Até mesmo porque depois que seca ele quase não acumula mais, até o fim do dia.

Mas ele tem um grande defeito: a embalagem é de vidro.

Isso é péssimo para carregar na bolsa e mesmo para deixar em casa, pois se cair no chão ou bater em alguma coisa ele quebra e você perde todo o produto.

Eu deixo ele na caixa para evitar problemas, mas as vendedoras da MAC recomendam que você passe bastante fita adesiva em volta dele, para evitar os impactos.

Outro aspecto bastante criticado é o fato do aplicador dele ser do tipo pump (aquele que você aperta e ele puxa o produto), pois é bem difícil de regular no início, aí sai muito e acaba desperdiçando.

Depois eu me acostumei e não estou tendo problemas. Uma coisa que eu fazia no início era usar o que sobrou para corrigir outras partes do rosto, e não só as olheiras. Fica ótimo e dependendo, você nem precisa passar base (pontos para a aparência natural desejada para escritório).

Ele custa R$ 89,00 aqui no Brasil, mas no free shop sai por 22,50 dólares.

Considerando que corretivo é um dos itens mais básicos e necessários, que vem bastante produto (ele rende muito) e que é um corretivo muito bom, acho que vale o investimento!

Sobre corretivos eu sou suspeita para falar de outras marcas, como eu já comentei, porque não me adaptei a nenhum dos que eu testei, e quando gostei desse eu parei. Então ao invés de sugerir outras marcas, vou sugerir que vocês façam como eu fiz e experimentem até encontrar.

Eu testei: Duda Molinos, Payot, Contém 1g, Natura, Avon, Sephora, Benefit, Nars, etc e não gostei.

Testei também o Studio Fix, da MAC, mas ele é mais grosso, então a cobertura ficou mais pesada e eu não curti para o dia a dia.

Bom, essa é a dica!

Beijos!