Como demitir alguém

Olá pessoal!

O penúltimo post foi sobre como pedir demissão, porque sabemos que nunca é uma tarefa fácil…

Mas não faz muito tempo eu me deparei com uma situação bastante chata, que foi a do meu superior pedir que eu demitisse o meu subordinado, pois ele havia tido uma postura incompatível com o nosso trabalho, que é baseado em confiança.

Eu nunca tinha passado pela experiência de demitir antes, e confesso que foi MUITO difícil, por mais que eu soubesse que ele estava errado. Não é fácil lidar com a responsabilidade de terminar com uma oportunidade ou até mesmo com o sonho de alguém, né?

Pensando nisso, e no nível de estresse que eu passei para conseguir demitir a pessoa que trabalhava diretamente comigo, eu decidi fazer esse post para vocês.

  • Esteja a sós:

Antes de mais nada, é imprescindível que você converse com a pessoa e comunique sua decisão a sós. Não faça isso na frente de todos os demais funcionários, pois será uma humilhação a qual a pessoa não deve ser sujeita, mesmo estando errada! Não use aquela desculpa de “servir de exemplo aos demais” pois isso nada mais é do que falta de respeito e insegurança da sua parte!

No máximo, leve uma testemunha para assegurar que ele não irá se revoltar com você e que a conversa seja mantida no nível profissional. Se for levar, escolha alguém da sua mesma hierarquia, e não um colega de trabalho do funcionário que você está demitindo, caso contrário voltaremos à situação humilhante.

  • Seja direto e honesto:

No meu caso eu estava sozinha, e a minha primeira preocupação foi em ser bem franca e direta com ele, expondo a razão dele ter sido demitido, e informando que esse tipo de atitude não era admissível no escritório.

Acho importante que a pessoa que está sendo demitida saiba a real razão disso, de maneira que possa ter consciência dos seus atos e não repita no futuro, pois saberá que estará colocando o emprego em risco.

  • Ouça o outro lado:

Depois, eu me preocupei em efetivamente ouvir a explicação da pessoa. Claro que diante dessa situação, nada que ele dissesse iria remediar e fazer com que meu superior mudasse de ideia, mas acho importante dar ao outro a oportunidade de tentar minimizar os efeitos da sua má atitude.

  • Dê feedback:

Por último, eu procurei dar um feedback geral a ele sobre a sua postura e o seu trabalho comigo até aquele momento. Comentei o que eu considerava pontos fortes, e o que eu julgava que ele deveria se esforçar para melhorar, para que viesse a ser um profissional melhor no futuro. E, claro, agradeci pelo trabalho realizado até ali!

Eu sabia que a atitude dele tinha sido a pior possível, mas eu sempre acho que as pessoas têm o direito de errar, e eu não estou na posição de julgar se ela vai reconhecer o erro e melhorar ou não, independentemente das circunstâncias que a tenham levado a isso…

Eu penso que o meu papel como superior é alertar e orientar, para que eu consiga efetivamente colaborar com o crescimento das pessoas que estiverem subordinadas a mim!

Acho que demitir alguém sempre vai ser um momento super delicado e que a forma como lidar com ele vai depender muito da situação específica, mas o essencial é manter o respeito.

Na minha opinião, as críticas devem sempre ser construtivas, mesmo que o erro seja grotesco.

Beijos!!

Anúncios

Como pedir demissão

Olá pessoal!

O post de hoje é sobre um assunto suuuper delicado!

Pedir demissão nunca é uma tarefa fácil, não é mesmo?

Para facilitar um pouco esse momento, existem certas atitudes que podemos manter em mente.

A primeira dica é: antes de comunicar a qualquer colega de trabalho que você está saindo, fale com o seu chefe. Isso evita que haja fofoca, que a notícia chegue aos ouvidos dele antes, etc.

O seu chefe certamente irá perguntar a razão da sua saída, então pense no que irá responder. Minha sugestão é que seja sincero e exponha os pontos que considera negativos no seu emprego atual, para que todos possam crescer com a experiência. Seja honesto & educado! Isso demonstra maturidade da sua parte! 😉

Até porque, nunca sabemos o dia de amanhã! É melhor sair dos lugares deixando uma boa impressão e as portas abertas!

Caso a mudança seja em razão de algum descontentamento com o emprego atual, acho importante que o assunto seja discutido com o seu superior, e que seja aberta a possibilidade de uma contra-proposta atrativa!

Caso contrário, pode parecer que se trata apenas de uma desculpa para acobertar a verdadeira razão do pedido de demissão (uma insatisfação pessoal, possivelmente).

O tempo mínimo razoável de aviso prévio é de 10 (dez) dias a 2 (duas) semanas para empregos liberais, ou o tempo de aviso prévio mínimo especificado no contrato de trabalho, caso haja.

Esteja preparado para deixar a função no mesmo dia, bem como apenas no final do aviso prévio! Sendo assim, já organize as suas pendências, separe os itens pessoais e arquive os documentos importantes de maneira eficiente!

É importante estar disponível para treinar, no seu aviso prévio, a pessoa que irá substitui-lo, ou para fazer um relatório com suas atividades, bem como com o status de cada trabalho/projeto que não poderá ser concluído.

Por fim, não se esqueça de agradecer às pessoas que realmente fizeram diferença no ambiente de trabalho e no seu aprendizado antes de sair, mesmo que seja pela companhia diária na hora do cafezinho! 🙂

Beijos!

Guia dos 10 pontos

Olá pessoal!

Descobri uma consultora de imagem da Você S/A que tem alguns vídeos no youtube e  um dos que eu achei mais úteis foi o do “Guia dos 10 pontos”!

O nome dela é Ilana Berenholc, e a técnica que ela desenvolveu consiste no seguinte:

Cada item no vestuário ganha 1 ponto se for uma peça básica e até 3 pontos se for uma peça mais elaborada, colorida, etc.

Os acessórios como sapatos, bolsas, acessórios de cabelo, óculos, relógio, também ganham ponto variando até 3 se forem grandes ou com brilho, etc.

Alguns itens não ganham ponto, como: aliança, esmalte de unha de cor neutra, etc.

Maquiagem chamativa e esmalte colorido contam pontos.

A técnica consiste em ir somando os pontos até o mínimo de 10 e o máximo de 14.

Para o nosso amado ambiente formal, o ideal é ficar nos 10 pontos, nunca menos, para não ficar sem graça.

Ela diz que é a fórmula anti-perua e anti-básica demais, adorei!

O vídeo é esse, espero que gostem!

Beijos!

Perfume

Olá pessoal!

O perfume, como todos sabem, é um acessório imprescindível para qualquer pessoa, em qualquer profissão.

Entretanto, existem algumas dicas que devem ser observadas quando for escolher aquele perfume que será usado no dia a dia.

perfume

Não vou falar em tipos de perfume, nem em composições que sejam melhores ou piores para os ambientes formais, pois acho que isso é muito pessoal, mas vou falar sobre aspectos gerais que devem ser observados.

Esses aspectos devem ser observados por homens e mulheres! Vale para os dois quando se trata de perfume!

O primeiro deles é: o perfume não deve ser muito forte, daquele tipo que todos te reconhecem a quilômetros de distância! Passe o perfume com moderação, especialmente se você trabalha em ambientes fechados! As pessoas devem sentir o seu cheiro apenas ao chegar perto de você.

Sempre que eu compro um perfume para o dia a dia eu opto por um perfume bom, que tenha um bom fixador, de forma que não seja necessário passar novamente.

UPDATE! Descobri que essa história de fixador em perfume é mito, gente! Na verdade o que faz com que ele dure mais é a harmonia das notas e a hidratação da pele!

Dá uma olhada nessa notícia: http://www.ofluminense.com.br/editorias/revista/profissional-afirma-que-nenhum-perfume-contem-fixador

Isso porque, algumas pessoas tendem a querer retocar o perfume quando deixam de sentir o cheiro, mas acontece que com o tempo, você se acostuma com a fragrância e deixa de senti-la, mas isso não significa que ela não esteja ali, perceptível para todos os demais!

Com isso, você acaba retocando o perfume quando ele ainda está ali e isso faz com que ele fique cada vez mais forte, e pode chegar a incomodar, sem você notar.

Outra dica é optar por hidratantes e desodorantes com cheiro suave ou sem cheiro, para não conflitar com o seu perfume!

A mistura dos 3 (perfume, hidratante e desodorante) na pele pode resultar em um cheiro exagerado e desagradável! O mesmo vale para o pós-barba dos homens, caso tenham o hábito de usá-lo.

Beijos!!

Casamento do chefe

Olá pessoal!

“Meu chefe vai casar, e eu fui convidado, e agora?”

casamento

Com o convite do casamento do chefe surgem várias dúvidas na cabeça da gente, certo?

Separei algumas das dúvidas que eu sempre ouvi, e que eu sempre tive, para responder para vocês!

(i)  Com que roupa eu vou?

A primeira dúvida é sempre com relação à roupa. Isso para as meninas, lógico, porque os meninos continuam com o mesmo traje que já usam no dia a dia: o terno!

Já as meninas ficam em dúvida sobre ir com vestido curto, midi, longo, cabelo preso, solto, etc.

Caso o convite não traga nada sobre a vestimenta (não tenho visto isso nos convites de casamento atualmente), cabe analisar o local onde será realizado o casamento e o estilo dos noivos!

Por exemplo: eu fui a 3 casamentos que foram mais difíceis com relação à vestimenta. Um foi no Copacabana Palace, o outro em uma pousada em Búzios e o último na Confeitaria Colombo do Centro.

Para o casamento no Copacabana Palace eu não tive dúvidas: vestido longo, pois o local pede! Já o casamento em Búzios a noiva postou dicas de vestimentas adequadas no blog dos noivos, o que eu achei fantástico, considerando que não era um casamento comum! O casamento da Confeitaria Colombo foi o mais discutido entre as meninas (hihihi), e no fim das contas não houve um consenso! Teve meninas de longo e meninas de curto!

Eu fui de vestido no joelho, porque a Colombo não é um lugar ultra chique (apesar de bastante tradicional), e o casal era bem moderninho, inclusive o convite foi bem diferente dos tradicionais, então achei super apropriado! E a maioria das meninas estava de curto, então achei que ficou ótimo! 😉

(ii) Quanto devo gastar no presente?

Depois da roupa apropriada, essa é a maior dúvida!

O que eu sempre fiz foi o seguinte: pensar em quanto eu gastaria com um presente comum, de aniversário, por exemplo, e aumentar um pouco, considerando que é um casamento!

Lógico que isso também depende da proximidade que você tem com os noivos! Mas tendo em vista que usualmente não somos tão próximos do nosso chefe, essa regra é aplicável à maioria dos casos.

Outra coisa que eu acho que deve ser levada em consideração é se você é estagiário ou já é formado. Lógico que o seu chefe não vai esperar que o estagiário dê um presente no mesmo valor de uma pessoa formada há 10 anos, justamente porque os salários são diferentes e ele sabe disso! hehehe

Uma dica super válida para os estagiários é se juntar para comprar um presente mais caro, com a contribuição de todos. Acho muito legal e não fica pesado para ninguém! 😉

(iii) Posso levar acompanhante?

Essa dúvida é sempre um drama. Caso o seu chefe não deixe claro no convite (com aqueles convites individuais) e no momento da confirmação de presença não seja perguntado o nome do acompanhante, acho bastante razoável você perguntar diretamente a ele.

Caso perguntar diretamente não seja uma opção, ainda acho tranquilo perguntar ao cerimonialista no momento da confirmação da presença.

Lógico que aqui estamos falando de namorado (a), noivo (a), marido/esposa e não uma pessoa que você ficou 2 (duas) vezes na vida, né?

Por fim, se não conseguir confirmar de jeito nenhum, acho mais apropriado ir sozinho mesmo.

(iv) Posso ficar bêbado na festa?

Lógico que não! Bêbado de cair, passar vexame e passar mal não deveria nem ser cogitado! Vale aqui a mesma regra do happy hour! O casamento do chefe é uma situação em que o rigor do dia a dia no trabalho não existe, mas não deixa de ser um ambiente profissional, então cuidado com as suas atitudes!

Claro que a partir do momento em que estão servindo bebidas alcoólicas presume-se que pelo menos mais alegres os convidados ficarão, certo? Mas sempre sem exagero!

(v) Posso ficar com alguém na festa?

Essa pergunta é muito complicada de responder… Acho que aqui vale o bom senso! Caso aconteça uma situação dessas e você queira muito ficar com a pessoa, não vejo problema, mas lembre-se que os seus colegas comentarão!

Cuidado só para não ficar com a irmã do noivo, por exemplo, porque isso sim pode vir a te comprometer… 😛

É importante também verificar se a empresa onde você trabalha não tem alguma política formal sobre relacionamento entre colegas, caso queira ficar com um colega de trabalho, pois se tiver certamente irá te prejudicar.

Por via das dúvidas, tente adiar esse encontro para uma ocasião mais reservada…

Essas são as principais dúvidas! Se tiverem mais alguma, deixem nos comentários que eu respondo! 🙂

Beijos!

Cor de cabelo

Olá pessoal!

O post de hoje é inspirado em uma situação real! hahaha

A pergunta é: a cor do seu cabelo influencia em ambientes formais?

Lógico que essa pergunta não vale para cabelos azuis, roxos, etc., pois esse tipo de coloração, por mais apaixonada que você seja por ela, certamente não fará você passar da entrevista.

Nem comento aquele cabelo tomate né? Vocês viram isso? Olha só:

cabelo tomate

Essa pessoa não pode ter – de forma alguma – uma profissão formal!

E isso vale para qualquer tipo de desenho no cabelo, como o cabelo raspado com o símbolo da Nike pequeno por exemplo, etc.

Mas nem estou me referindo a esses casos mais diferentes, estou me referindo, por exemplo, ao cabelo vermelho, ou loiro muito aberto!

cabelos coloridos

Recentemente teve uma entrevista de estágio aqui no escritório com uma  menina de cabelo muito vermelho, como o da foto acima.

É engraçado, porque as pessoas não estavam seguras quanto ao que acharam dela, mas foi unânime que ninguém teve uma boa impressão. As opiniões foram desde “revoltada” a”não passa seriedade”.

Vejam que o cabelo vermelho mencionado acima é completamente diferente do cabelo ruivo natural, e por isso mesmo eu acredito que provoca esse tipo de reação nas pessoas, por não ser natural.

O mesmo ocorre com o cabelo platinado, que, além de não ser tradicional, ainda remete a uma imagem sexy, o que, mais uma vez, não é adequado para ambientes formais.

Entendam que o ponto é: sua imagem representa a imagem do ambiente em que você trabalha.

Ambientes formais querem passar, em regra, a imagem de segurança, confiança, e essa sensação é usualmente obtida com uma imagem conservadora, daí a “rejeição” a cabelos coloridos demais, que não sejam tons naturais…

Por isso, caso você esteja pensando em trabalhar em área formal e já tenha cabelo colorido, eu sugiro que você vá tentando trazer o seu cabelo para uma cor mais comum, como o castanho, loiro escuro, preto, etc., para que não haja o risco de perder uma boa oportunidade de trabalho em razão de um detalhe absolutamente superficial.

Para finalizar a história, a menina do cabelo vermelho não foi selecionada, pois a entrevistadora não se sentiu segura em contratar ela, mesmo tendo ido bem na entrevista.

Então, vamos ter cuidado com as nossas escolhas pessoais, especialmente as relacionadas à nossa aparência, para que não tenham um impacto negativo no ambiente que trabalhamos.

Beijos!

Happy hour

Olá pessoal!

Desculpem a demora, tive uns dias MUITO enrolados, mas agora estou de volta!!

O post de hoje é sobre como se portar em um  happy hour!

O dia clássico do happy hour é a quinta-feira, mas às vezes acontece às sextas, então vamos ver o que pode e o que não deve ser feito! 😉

O happy hour é um evento que foi criado basicamente para descontrair o ambiente de trabalho, no qual os colegas têm a possibilidade de se conhecer melhor.

É uma ótima opção de networking, mas devemos ter em mente que não é um evento 100% informal, pois estamos com colegas de trabalho que vamos ver no dia seguinte, então deve ser mantida a postura!

Assim, a dica número 1 é: não faça nada que possa ser alvo de comentários ou constrangimento no dia seguinte!! Acredite, as pessoas comentam tudo, por mais que também estejam participando!!

Controle a intimidade com os colegas e, principalmente, os assuntos das conversas! Falar mal do chefe ou de colegas específicos pode ser um tiro no pé!

Procure conversar com todo mundo, para aproveitar esse momento e ter a oportunidade de conhecer melhor o maior número de pessoas possível.

Jamais exagere no álcool ou mesmo na comida, para não ficar com má fama ou ganhar apelidos constrangedores!

Evite falar muito sobre sua vida pessoal ou seus planos e trabalhos específicos dentro da empresa, pois podem ser mal interpretados, ou pode ser que determinado projeto ainda estivesse sob sigilo e você nem sabia!

Caso seja solteiro, aproveite para conhecer as pessoas que se envolvem no mesmo que você, mas atenção! Algumas empresas têm política contrária ao relacionamento entre colegas de trabalho, de forma que a investida pode ser mal vista pelo colega, caso ele tenha conhecimento dessa política!

Se você ficar responsável por organizar o happy hour, procure um local com preço acessível, assim não inviabiliza a presença de ninguém e, de preferência, que tenha controle individual de consumo, assim evita briga na hora da conta!

Na hipótese da conta ser conjunta, preste atenção ao que consumiu e sugira que o pagamento seja proporcional ao consumo, por ser a opção mais justa.

Não é bacana “esquecer” os 10% (dez por cento) do garçom, pois no final, a conta vai dar problema e pode ficar muito feio caso percebam que foi você quem “esqueceu” essa parte.

Por fim, cuidado com as redes sociais! Atenção ao que você posta, para não se arrepender no dia seguinte, porque todos os seus amigos poderão ver em tempo real!

Depois eu faço um post sobre como transformar a maquiagem de dia em maquiagem para um happy hour, o que vocês acham?

Beijos!

Decoração do ambiente de trabalho

Olá pessoal!

Quase todas as empresas permitem que você personalize o seu ambiente de trabalho, ainda que um pouco.

Entretanto, como tudo na vida, é preciso saber dosar a mão, para que a sua decoração não seja vista de forma negativa!

No escritório em que eu trabalhava, os estagiários trabalhavam em baias, então tinha aquele espaço no qual era possível prender recados, fotos, etc.

Certa vez, teve uma estagiária que levou algumas fotos que causaram uma verdadeira comoção!

Ela decidiu que seria adequado (o que se passa na mente das pessoas?) levar duas fotos para prender na baia: uma foto dela AGARRANDO o namorado (não era uma foto de um beijo fofo não, apesar de até isso eu considerar muita exposição), e outra foto dela, DE BIQUÍNI!

Gente, por favor. Precisa explicar mais? Não teve uma única alma que não foi lá ver a sensação do momento!

Se você quiser decorar o seu ambiente, leva uma foto em família, uma foto de amigos, pode até ser uma foto sua com seu namorado, mas uma foto bonita, né?

Vamos pensar um pouco. Qual o objetivo de você levar foto para o local de trabalho? Não é você se sentir bem ao olhar a foto? Não é propiciar aos seus colegas um pouco mais de conhecimento sobre você?

O que eles vão conhecer com uma foto de beijo agarrado e uma foto de biquíni? Essa é a imagem que você quer passar? É assim que quer ser lembrada ou associada?

E outra, qual a sensação que aquela agarração te passa? Felicidade? Ou desejo ardente? hahahah

Eu jogo no time da discrição, sempre! Se quiser levar foto, leve uma bonita, sem mostrar demais, sem intimidade demais!

Se seu amigo do trabalho viajou e te trouxe uma lembrancinha, acho legal deixar isso no seu local de trabalho, inclusive para que ele veja e se sinta querido, etc.

Procure colocar uma garrafa d’água decorada (se for permitido), livros, etc. Coisas que remetam a uma imagem profissional!

Acho que mais importante do que a decoração, é deixar o ambiente de trabalho organizado, com aspecto limpo! Bagunça atrai confusão!

Para as pessoas que acreditam em Feng Shui, vale a pena dar uma olhada nas regras quando for decorar o espaço no trabalho! 😉

Por fim, achei muito legal esse teste que o UOL fez sobre a imagem que a sua mesa de trabalho passa sobre você:

http://mulher.uol.com.br/comportamento/album/2012/08/24/veja-o-que-a-sua-mesa-de-trabalho-diz-sobre-voce-e-seu-futuro-profissional.htm#fotoNav=1

Beijos!

Prova de estágio ou emprego

Olá pessoal!

Hoje o tema é bastante simples! O que fazer se a vaga de emprego ou de estágio à qual eu estou me candidatando contar com uma fase de provas?

prova

Com relação ao vestuário, apresente-se como se estivesse indo a uma entrevista. Ou seja, terno e gravata para os homens e roupas formais para as mulheres. Já falei sobre roupas para entrevistas aqui.

Eu acho péssimo aquele candidato que, por achar que se trata apenas de uma prova, não se veste adequadamente! Imagina se o coordenador da área, por exemplo, aparece no escritório e o seu entrevistador aproveita a oportunidade para apresentar o candidato. Você não estará vestido apropriadamente, e isso pode vir a influenciar a tomada de decisão, como eu já vi ocorrer.

Outra coisa a se prestar atenção é o material necessário. Algumas provas demandam que o candidato leve material, como o vade mecum (no caso do Direito), ou calculadora (no caso da Contabilidade), etc.

Assim, sugiro que você pergunte ao entrevistador ao telefone (quando ele for agendar a entrevista) se haverá prova e se é necessário levar algum material de apoio, pois evita que você ganhe o rótulo de despreparado, distraído, etc. 😉

Fique atento ao tempo de prova. Caso o entrevistador não te diga o tempo exato do qual você dispõe para realizar a prova, não fique enrolando para entregá-la, pois isso pode estar sendo analisado também.

Além disso, pesquise o lugar ao qual você está se candidatando para verificar quais as áreas de atuação e se informe sobre esses temas. Faça uma pesquisa dentro da sua área sobre o que pode ser perguntado dentro do que eles fazem, etc. Assim você demonstra que está atualizado e que realmente se importa e quer preencher a vaga.

Boa sorte!

Bjs!

Como fazer reuniões produtivas

Olá pessoal!

Uma leitora muito querida me pediu esse post sobre produtividade em reuniões e aqui está! 🙂 Adoro quando vocês participam sugerindo temas!!

Um dos maiores males da iniciativa privada, na minha opinião, é o tempo perdido com reuniões e trabalhos que não chegarão a lugar algum! Como se perde tempo!

Considerando que tempo é dinheiro e que a conta do tempo perdido sempre chega, o post de hoje é sobre como fazer com que as inevitáveis reuniões sejam mais produtivas!

A reunião nasce com o pedido de reunião e o consequente agendamento. Nesse momento eu já sugiro que, quando o convite, ou o e-mail, da reunião seja enviado, que junto com ele seja feito um resumo do assunto que será discutido, como uma pauta de reunião mesmo.

Essa pauta deve ser enviada a todos os participantes da reunião, para que possam pensar nos pontos a serem abordados antes, formular as dúvidas e estudar o assunto, de forma que se perde menos tempo durante a reunião pensando no que deve ser feito e atinge diretamente a produtividade, pois as chances de pensarem em tópicos que não pensariam durante a reunião é grande!

Uma dica essencial é que o tempo da reunião deve, preferencialmente, ser limitado. Ou seja, os participantes devem saber que disporão de, por exemplo, 1 hora para abordarem e discutirem todos os tópicos. Isso faz com que as pessoas procurem ir direto ao ponto e evitem comentários e observações desnecessários.

Logicamente, quanto mais pessoas participarem da reunião, maior será o tempo necessário para que ela ocorra, pois todos os participantes, em regra, devem ser ouvidos. Caso um dos participantes não contribua com nada, certamente ele não deveria estar ali.

Existem reuniões em que o tempo não pode ser limitado rigorosamente, mas avisar quanto à expectativa de duração da reunião tem o mesmo efeito sobre as pessoas. Na minha opinião, a reunião deve ter, no máximo, 1 hora, para que mantenha todos os participantes focados no assunto. Depois disso, muito provavelmente alguém irá se dispersar…

É imprescindível que a reunião leve a algum lugar! Isso significa dizer que, ao final da reunião deve haver uma conclusão quanto às questões propostas, preferencialmente com a solução para o problema, o que deve ser feito, quem deve fazer e o prazo para fazê-lo.

Por fim, ao final da reunião deve ser mandado um e-mail com o resumo da discussão e o que foi decidido, para que nenhum detalhe seja esquecido ou confundido.

Quem tiver mais dicas, fique à vontade para compartilhar nos comentários! 😉

Beijos!